Estima-se que cerca de 500.00 fiéis compareceram à 256ª Romaria da Nossa Senhora da Penha neste sábado (23). A procissão que tem início na Igreja Nossa Senhora de Lourdes e segue até o Santuário da Penha, percorre aproximadamente 13,1 quilômetros na capital paraibana e é considerada como o maior evento religioso do Estado.

Com um efetivo de 238 homens e mulheres, o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) executou um esquema de segurança apoiado por 28 viaturas prontas para atuar nas mais diversas áreas: combate a incêndio, atendimento pré-hospitalar, busca e salvamento.

O CBMPB realizou a prevenção através de vistorias técnicas dos trios elétricos que percorreram a procissão e ainda dos palcos do evento. Nas proximidades do final do percurso, foi montado um posto médico com especialistas na área que prestaram atendimento às vítimas, em sua maioria, com mal súbito devido ao esforço excessivo devido à longa caminhada. Equipes de guarda-vidas também estiveram empenhadas para realizar salvamentos aquáticos na praia da Penha.

Ao todo, 96 ocorrências foram registradas durante a Romaria, sendo 45 tipificadas como atendimentos clínicos, 06 casos de pessoas perdidas, entre eles uma criança, 04 transportes  no local, dentre outras. Um total de 35 vistorias técnicas foram realizadas em prol de garantir a segurança dos que estiveram presentes na Romaria.  Todo o trabalho desenvolvido pela Corporação foi acompanhado através do Posto de Comando, instalado no 1º Batalhão de Bombeiro Militar (BBM), em Mangabeira.

Segundo o comandante geral do CBMPB, coronel Marcelo Araújo, que acompanhou o trajeto da procissão, o Corpo de Bombeiros esteve empenhado neste grande evento com um efetivo reforçado. “Aliados com as demais forças da Segurança Pública, nós permanecemos focados em trazer proteção e segurança para os que participam da Romaria, com o objetivo de garantir a paz e a tranquilidade.”, afirmou o coronel Araújo.

Corpo de Bombeiros reforça a segurança durante a 256ª Romaria da Penha, neste sábado (23)